26.2.09

Boa tardeeeeeee!
Tudo bem com vocês??

Espero que sim, afinal de contas temos que ficar felizes... o ano começou agora, hoje é quinta-feiraaaaa e tudo o que temos que fazer é aproveitar cada dia como se fosse o último!!!

Eu estou bem, diria que estou no meu “inferno astral”, mas nada demais... é, meu aniversário está chegando e embora eu ameeeee essa data, confesso que está me dando uma dorzinha de barriga de leve... Tô ficando velhinha genteeee... aiaiaiai...

Engraçado como as coisas muitas vezes são bem diferentes do que a gente imagina pra gente, pra nossa vida, né?

Quando era mais novinha achava que com 25 anos estaria casada, com filhos, fazendo café da manhã com sucrilhos e yogurte natural pra minha família perfeita.... e vejam vocês, estou aqui com 32 anos, prestes a fazer 33, já realizei muitaaaa coisa que queria, mas nada da “família Doriana”...

É... nem sempre as coisas são como a gente quer!

Pra quem quiser falar comigo: consultoriasensual@hotmail.com ou as.conselheiras@hotmail.com
Para quem prefere uma opinião masculina: dr.coracaopartido@hotmail.com

Hoje vou falar de um assunto muito simples, mas que muitas vezes pode ficar beeeemm complicado... o ciúmes (em demasia)!

Quero falar com as/os namoradas/os dos ciumentos... e indiretamente com os próprios!

Tenho certeza que todo mundo já conheceu ou conhece alguém beeeemmm ciumento, daqueles exagerados, que dão barracos no meio do restaurante, que começam a chorar no meio de todo mundo por um motivo bobinho ou que até mesmo fique louco só porque alguém mais bonito vai passar perto dele e de sua namorada/ namorado...

É, a imaginação de uma pessoa ciumenta vai longe...

Cria um milhão de possibilidades, inventa mentiras na sua cabeça que depois de um minuto passam a ser a verdade absoluta e não há quem consiga mostrar que não é nada daquilo...

E como disse William Shakespeare,”os ciumentos não precisam de motivos pra ter ciúmes, são ciumentos porque são”...eles simplesmente inventam o motivo, mesmo que a pessoa não faça
absolutamente nadaaaaa!

E é uma coisa cansativa, porque o relacionamento vai se desgastando de uma tal forma, que num determinado ponto ninguém agüenta!!!

E isso passa uma insegurança absurda pra quem está com uma pessoa assim!

É um horror mesmo... a gente não pode fazer nada, não podemos encontrar um amigo, não podemos conversar com alguém diferente, não podemos fazer novas amizades, não podemos ser nós mesmos porque o ciumento implica, fica emburrado, discute, estraga o dia, o final de semana, a noite que era pra ser super especial...

Enfim, não têm limites!

E isso muitas vezes é culpa da gente... e eu digo o porquê!

No começo do relacionamento a gente não sabe o quão ciumenta uma pessoa pode ser, certo?

Afinal, ainda não o conhecemos muito... Pois bem!

O que acontece é que, como normalmente estamos apaixonados (isso vale para homens e mulheres gente!), costumamos querer agradar nosso querido namorado, até aí tudo bem... e aí a gente deixa de fazer uma coisinha aqui e outra ali, só pra que ele se sinta feliz conosco!

Desde que isso não seja exagerado, não vejo nada demais... só que, uma pessoa muito ciumenta tende a ser controladora também, e é aí que mora o perigo!

A gente começa a deixar de fazer várias coisinhas (que normalmente nos fazem bem) para que nosso namoro fique bem também, e de repente quando percebemos, estamos totalmente voltadas pra nosso bem, e só pra ele!

A sensação que dá é que estamos vivendo numa bolha onde só nós dois existimos e o restante do mundo é pura ilusão de ótica!

Aiiiiiiiii que medo!!!

De repente não temos mais amigos como antes, não participamos mais dos problemas amorosos das nossas melhores amigas, afinal, não temos tempo pra elas... só para o bem!

De repente o happy hour com o pessoal do trabalho ficou em quinto plano, porque a gente tem que ir embora logo, já que o bem está nos esperando!

De repente a gente se vê combinando aquele jantarzinho com as amigas há meses, mas nunca acontece porque a gente sempre está com o bem e se a gente for ele não vai achar nada legal, vai ficar chateado, amuado, com cara feia e de bico por dois dias, e é a última coisa que queremos,
porque nosso namoro é mais importante!

E lá na frente, a gente se dá conta que o ciúmes dele, de um jeito bem “quietinho” foi nos fazendo viver exclusivamente para ele, e o resto de nós... cadê?

A gente começa a ficar com receio até de achar o Gianechinni bonito na novela, porque de repente ele vai ficar com ciúmes...

Aiiiiiiiiiiiiiiiii me tira daquiiiiiiiiiii!!!!

Quero falar mais disso amanhã, mas quero mesmo que vocês meninas que namoram com homens ciumentos e controladores pensem nisso e vocês pessoas ciumentinhas também!!!

Afinal de contas, sua namorada ou namorado pode estar se sentindo meio mal, sabia?

Grande beijo!
Até amanhã!!!

4 comentários:

Glaucia Sttela disse...

Oi Renata, boa noite, bem eu sou exatamente o personagem de seu texto, sobrevivo ha um relacionamento assim ha quaze 2 anos, amava muito meu namorado mais o ciume acabou com tudo, hoje faço terapia mais ainda não consegui superar essa fase, eu sou ciumenta mais somente um pouco, meu namorado já é totalmente ciumento patologico, isso mata a relação e um pouco das pessoas dela também sofro muito pois nos amamos e não somos felizes por causa dessa doença chamada ciumes. bjin adoro seu blog, conheci seu trabalho no Jô e nunca mais deixei de ler...

Flores Atiradas disse...

Oláaa, tuudo bem ?
OLha, eu tive um namorado a mil anos atras que era uma praga, dava barraco MESMO sabe? perdi milhões de amigos por causa dele, deixei de fazer muuuuita coisa bacana e não fomos a lugar nenhum, pq obviu q eu cansei e mandei ele pastar, e quando olhei, havia perdido um bom e longo periodo da minha santa vida, que não voltara jamaais !
Hoje eu se dividir o tempo que eu tenho com o meu namo, tenho tempo pra mim e pras outras atividades e pessoas, e garanto que eu sou muiito mais feliz assim!Beeejo bom final d semana :*

Anônimo disse...

Oi Re, tudo bem?
caramba, parece que vc contou minha historia ai!
Meu namorado é assim memso! um dia achei q ele fosse me bater de tão bravo q ficou comigo pq falei que o cauã raymond era bonito.
o que eu faço re, me ajuda?
Beijos enormes.
Rhiana Franco

Anônimo disse...

Oi Rennata, tudo bem?

Meu nome é Rafael, sou do Rio de Janeiro e te admiro muito.
CAda dia que leio seu blog fico aqui pensando como pode uma mulher como vc estar solteira, talvez vocês esteja passando um certo receio aos homens pela sua segurança, não acha?
Se possível gostaria de te conhecer um dia, tenho 33 anos e sou engenheiro.

Um beijo pra você mulher bonita.
Estou sempre aqui te acompanhando.

Rafael Zoele