16.9.10

HOMENS, HOMENS...

Oláaaaaa!!!
Tudo bem gente??

Hoje é quinta-feira, começo de final de semana e o bom é aproveitar a vida sem medo!

O texto de hoje vai direto para o público masculino, para os homens que se interessam pelos meus textos, e por saber o que nós mulheres pensamos!

Uma pequena chamada de atenção, bem de leve!

Estou aqui respondendo meus emails tranquilamente, lendo um por um, e percebo que a maioria dos emails é de mulheres reclamando dos seus namorados que não querem se envolver!

Mas espera um poucoo,eu tenho que perguntar...

Vocês não estão namorando com eles?

Siiiim é a resposta (parece que ouço o coro feminino)!!!

Mas é só isso, eles não querem mais nada, dizem que não querem se envolver.

Logo, vão ficar a vida toda namorando, ficando, ficando, namorando...?

Peloamor!!!

Essa moeda pode ter dois lados, e espero que vocês homens pensem nisso e me corrijam se eu estiver errada.

Acho que uma das opções é: o fato de não estarem afim de se envolver completamente, quer dizer que talvez não estejam totalmente seguros se a mulher que namoram é a certa, é a tão sonhada mulher para casar, ter filhos e tal.

Outra possibilidade é aquela velha história que persegue o sexo masculino: O MEDO!!!

Que medo é esse que vive rodeando os homens e fazem com que eles fujam do casamento como loucos? (sem generalizar, calma!)

Ontem conversando com uma jornalista, chegamos à conclusão que os homens são muito conservadores.

Desculpem meninos, eu sou totalmente a favor do sexo masculino, mas temos que concordar que o pensamento de vocês continua igualzinho ao dos seus pais e avós (talvez) quando o assunto é relacionamento.

Vocês fazem aquela separação: mulheres para se divertir e mulheres para casar, certo?

Eu não vou criticá-los, porque acho que cada um pensa do jeito que quer, e temos que falar a verdade... hoje em dia está muito mais fácil encontrar mulheres para se divertir do que para casar – se formos seguir seus padrões de pensamento!

Agora, o que não acho certo são algumas atitudes de vocês...

Vocês falam que querem ficar conosco, que querem namorar e tal, e de repente, quando o namoro começa a ficar mais sério, vocês ficam com medo, com dúvidas, não sabem se é isso mesmo o que querem...

O que eu tenho percebido é que vocês esperam que a gente seja um clone da mulher maravilha!

A gente tem que fazer tudo e ainda sermos perfeitas para vocês?

Eu sei que essa “independência” feminina fomos nós que inventamos, e agora temos que agüentar as conseqüências – diga-se de passagem, fazemos isso bem, não?!

Agora, nós só queremos que o namoro continue legal... e SIM, uma hora a gente vai ter que falar de casamento, afinal... por quê as pessoas namoram?

Qual o intuito real do namoro?!?

Mas, como disse Arnaldo Jabor: “Se não quer se envolver, namore uma planta!”

É mais simples, mais fácil, mais prático, a única coisa que vocês terão que fazer é regá-las todos os dias... ou não!

Elas não vão fazê-los sentir ciúmes, não vão irritá-los, não vão brigar com vocês quando pisarem na bola, muito menos ficar chorando do seu lado na TPM!

Agora, também não vão dar carinho, não vão ser seu ombro amigo, muito menos ajudá-los quando precisarem!

Pois é, tudo o que a gente quer de vocês é uma constância, uma coerência, palavras e atitudes verdadeiras, entendem?

Se quer namorar sério - ótimo! Se não querem, fale!

Somos seres humanos, temos dúvidas também (e como!), mas reparem como as mulheres são mais decididas que vocês... e isso não precisa fazer parte do “pacote homem”, vocês podem melhorar isso, e garanto, vão ser muito mais amados!

Afinal, nada como um homem decidido!

Grande beijoooo!
Até amanhã!

AUTO ESTIMA ELEVADA SEMPREEE!!!

2 comentários:

Incorrespondido disse...

Oi Rennata. Boa noite. Tudo bem?

Tenho 37 anos e sou casado a 10 anos e tenho uma filha de 4 anos.

Eu também tive medo de me envolver quando namorávamos, mas me deixei levar pelos desejos dela e acabamos casando. Não foi ruim, éramos amigos, companheiros e confidentes.

Tudo ia bem até que ELA quis engravidar. No começo também fiquei morrendo de medo da responsabilidade coisa e tal. Mas acabei cedendo.

Minha filha nasceu e hoje é a minha razão de viver. Mas tudo o que eu e minha esposa tínhamos de mais legal acabou em troca da criação de nossa filha. Os carinhos diminuíram e o sexo ficou escasso.

Hoje ainda estamos juntos, mas o meu propósito de vida é a minha filha e não mais minha esposa. Sou professor universitário e sofro muito assédio das alunas, algumas que poderiam até sair na PLAYBOY sem sombra de dúvida.

Amo minha filha mais que tudo no mundo, mas minha esposa acabou me deixando de lado. Agora morro de vontade de sair com os amigos, farrear, paquerar, encarar as alunas dignas da PLAYBOY. Ou seja, me divertir como me divertia antes de casar.

Por causa disso tudo eu entendo perfeitamente o medo masculino de se envolver seriamente com uma mulher.

Parece estranho, mas veja bem: o homem pode namorar a mulher mais linda, mais gostosa, mais legal e mais compreensiva do mundo, mas...

... Depois de casar, as prioridades dela deixam de ser o marido e passam a ser os filhos e a estabilidade.

Quando isso acontece, é muito comum o homem ficar em segundo plano.

Me desculpe pelo desabafo, mas isso aconteceu comigo. Nosso relacionamento era maravilhoso antes de casar. O "maravilhoso" se transformou em "bom" depois de casar. E nosso relacionamento apenas "bom", depois de termos uma filha, ficou ruim.

Não estou dizendo que ter filhos é ruim. Minha filha, como já disse antes, foi a melhor coisa que me aconteceu na vida e eu nunca voltaria atrás.

Mas isso detonou com aquele relacionamento maravilhoso que eu e minha esposa tínhamos antes de casar.

Abraços a todos.
Fabio.

Thiago disse...

Renata, vi sua entrevista no Jô e gostei muito.
Voce é a primeira mulher conselheira amorosa que eu conheço (ja coselheiros existem vários, inclusive eu sou um deles).

Acho que as mulheres precisam de alguem para dar dicas, sugestoes, mas principalmente para ouvi-las e entende-las.

Estou lançando em breve um ebook gratuito que pode ajudar muito suas leitoras também. Ele se chama "Os Segredos da Autoconfiança: Vencendo a timidez e a insegurança"  

Parabéns! desejo sucesso a você e de uma passadinha no meu blog quando quiser.

Abraços

Thiago Lopes
Blog Confiança e Sedução
www.confiancaeseducao.com.br