8.10.09

O DIA DOS NAMORADOS!

Bom diaaaaaa!
Tudo bem com vocês?

Hoje é quintaaaaa!!!
Começa o final de semana prolongadoooooo!!!

ADOROOOOOO!

Quero agradecer DEMAIS os emails e mensagens que vocês enviam... obrigada!!!

Bom, hoje vou postar um texto de uma colunista do www.vaiserfeliz.com.br.

O nome dela é Fabiana, e, como ela me contou uma história bem engraçada, resolvi postar aqui, pois sei que muita gente vai se identificar!

Espero que vocês gostem!


"...Bem, vou me apresentar rapidamente: Sou uma mulher de 30, rs, publicitária, que ama escrever, talvez por isso esteja aqui...

Durante esse meu percurso de vida, já passei por muitasssssss trapalhadas gente, muitas mesmo!!!

Então gostaria de mostrar pra vocês, parte dessas minhas experiências, ou para que vocês possam rir muito de mim (rir é a melhor coisa da vida!), ou para que vocês se lembrem de mim, e não façam a mesma coisa, rs...

Vamos à primeira parte desta minha vida “atrapalhada”...rs..

Minha história começa aos 22 anos, quando havia acabado de terminar um relacionamento, devido ao jeito grosseiro e imaturo do meu ex.

Logo após o término, conheci um carinha super interessante e começamos a conversar muito. No início éramos somente amigos mesmo, mas com o tempo comecei a perceber que estava me apaixonando por ele... Um dia fui surpreendida por um beijo dele, e aí tive certeza da minha paixão!!!

O tempo foi passando, e nossa amizade virou “colorida”.

Sempre ficávamos e era maravilhoso!!! Até que chegou o bendito dia dos namorados, e eu não sabia o que fazer...

Na minha cabeça sonhadora, achava que ele poderia comprar alguma coisa pra mim, sei lá, fiquei imaginando mil coisas. Então fui ao shopping e comprei um casaco maravilhosoooo pra ele (o mais caro da loja), e um cartão de dia dos namorados, porém, era bem sutil... Nada de “eu te amo”, era bem aquela coisa de amizade colorida, que ele descrevia.

Fui ao encontro do meu amigo/namorado, e assim que cheguei percebi que ele não estava com nada nas mãos, mas ainda assim havia uma esperança no ar... Ficamos juntos um tempão, e eu não entreguei meu presente e nem o cartão porque queria que ele o fizesse primeiro.

Lá pelas tantas, quando percebi que de fato ele nem se lembrou que era dia dos namorados, não pensou em mim naquele dia e muito menos me tinha como sua namorada, me deu um ataque de choroooo!!!

E ele sem entender nada, me perguntou: “o que está acontecendo???”

Depois de muito ele insistir, eu contei que havia comprado um presente pra ele, pois achei que ele poderia me ter como namorada, como eu já o fazia...

Entreguei o casaco mais caro do planeta e o tal cartão e disse que achava que se até ali não havíamos falado sobre isso, o que ele achava de falarmos naquele momento...Jesus!!! Como tive essa cara de pau????

Ele mudou de assunto, ficou querendo beijos e mais beijos, e eu, sai do carro, peguei o casaco de volta e fui embora pra casa aos prantos!

Depois disso, acabei ficando com o casaco caro pra mim!!!

Ah gente, imaginem vocês comprarem um presente caríssimo e um cartão de dia dos namorados na esperança que aquela amizade vire um namoro, e acaba que vocês perdem os beijos maravilhosos e ainda por cima, a amizade do cara?

Nunca cometam essa gafe, experiência própria!"

Grande beijoooo!
Até amanhã... sextaaaa!!!

2 comentários:

Silvia Gonçalves disse...

kkkk

Achei engraçado!

Que mulher não faz isto?/..r.s.

Inda bem que eu nunca fiz...

Tem que ter mais pé no chão moçada...

Bjos

dfasfds disse...

É muito interessante ver as histórias de outras pessoas, eu sempre aprendo muito com isso.
Obrigada por dividir sua experiencia.
bjs
Elisete