5.10.09

O TÃO TEMIDO MEDO...

Bom diaaaaaa!
Tudo bem gente?

Como foi o final de semana?
Espero que tenha sido perfeito!

Bom, não poderia deixar de agradecer a todos os emails e comentários... meninas e meninos... ADOROOOOO!

Hoje, participem comigo ao vivo do programa Vai Ser Feliz!
O programa da internet que só fala sobre relacionamentos!

Hoje - homens românticos... ainda existem?

www.demaistv.com.br - 20h15

E, para a semana começar com o pé direito, resolvi postar um texto escrito por uma amiga/leitora - leitora/amiga, que diz muitas coisas que sempre falo aqui, e que muitas pessoas precisam saber, entender...

Espero que vocês gostem!

"De nada nos adianta viver um amor pela metade.

Um amor nulo, permissivo.

Um amor, onde o medo da solidão é o que dirige o relacionamento.

Esse tipo de amor é inválido, é ruim.

Ele nos consome, vai desfiando nossa alma, esmagando o coração.

É um amor platônico, vivido sempre no “E se acontecesse...”

É um amor corrosivo. Corrói teus sonhos, mina tua auto-estima, tira tuas forças e vontade de agradar, de melhorar, de crescer.

Quando ficamos com alguém por medo de ficar sozinha, quando abrimos mão de coisas essenciais só para que a pessoa fique em nossas vidas, estamos sendo injustas!

Injustas com nós mesmos, porque não estamos nos valorizando e permitindo que nos tratem de uma forma muito diferente da que merecemos.

E somos injustas com eles também, pois se agimos movidas pelo medo de ficar sozinha, a gente acaba transformando *ele* que deveria ser nosso companheiro de aventuras, nosso cúmplice, nosso amigo, nosso amor, em um simples prestador de serviços.

Só para garantir o “namorando” no Orkut, e o “estou em casa sozinha em pleno domingo, mas NÃO estou solteira!”

Isso é mentir para si mesmo.

Romance precisa ser romanceado! Vivido, cheirado, beijado, abraçado, sonhado...

Mas sonhos daqueles que se sonham acordados, que se sonham juntos.

Toda pessoa que está alguém por medo de ficar sozinha, no fundo no fundo, que morrer de amor!

Te pergunto: Porque se deixa morrer de tédio?

Morrer de amor implica em correr riscos.

Risco de chorar, sofrer , de se decepcionar, de ficar sozinha o tempo necessário para se amar.

E o melhor de todos os riscos: O risco de ser feliz e viver de amor!

Pra ser feliz com alguém é preciso ser feliz com você mesma.

Não tenha medo da solidão. Encare seu tempo sozinha, como um tempo para você!

Somente quem se ama, pode se doar!"

Keila Menezes

Perfeito, não?

É bom parar e analisar o relacionamento, principalmente quando você chega ao ponto de um dia pensar.. "será que meu namoro está legal, ou eu estou acomodada?
Será que é isso mesmo que eu quero pra mim?"

Grande beijooooo!
Até amanhã!

Um comentário:

Silvia Gonçalves disse...

Olá Renata,

Sabe, gosto das coisas que vc escreve/transmite para as pessoas... mas não consigo me encaixar em muitas delas..

Como já disse antes, e até mereceu um post seu, amo alguém que não está comigo.. mas tenho certeza de que ele é o homem da minha vida...

Desde então, não ligo para outros homens, me afasto sempre que possível.. e não é pq eu quero ser fiel e coisa do tipo, mas simplesmente pq ninguém mais me atrai.

Sabe, qdo estamos diante de um altar e nos prometemos amor eterno? É exatamente isto o que o meu amor quer... jurar amor eterno àquele que eu amo... aquele que me completa mesmo que de longe...

Não nos falamos mais.. mesmo que algumas vezes eu lhe envie algum texto.. Mas, sempre que eu penso nele, é como se estivesse comigo.. como se fôssemos felizes assim... como se ainda estivesse por perto... e cada vez que penso nele desta forma eu me sinto completa...

Como viver desta forma? Eu faço absoluta questão de me trancar do mundo, exatamente para ficar mais tempo com ele em meus pensamentos e lembranças...

Como encarar a vida se a sua metade não está com vc??

Como viver assim???

Sabe, nem estou pedindo um conselho.. é mais um desabafo... mas, se de repente acha que pode me ajudar de alguma forma......

;)

Bjos