8.4.09

FAÇA O QUE DIGO...
... NÃO FAÇA O QUE FAÇO??

Bom diaaaaaa!!!
Tudo bem gente?

Hoje já é quarta-feira, a semana está voando e eu adorando cada vez mais escrever aqui!
Quero agradecer demais o carinho, os comentários, os emails... tudo!
Obrigada mesmo!

Para quem quer falar comigo: consultora.emocional@terra.com.br

E vamos em frente com a auto-estima sempre elevada porque absolutamente TUDO o que acontece na nossa vida é para o nosso bem!!!

Ontem recebi um email muito interessante... uma leitora me perguntou se eu consigo agir da maneira que eu falo aqui, se minha auto-estima é sempre elevada e se eu consigo lidar bem com as situações adversas que a vida me impõe...

Eu achei ótima a pergunta porque eu posso falar com todo orgulho do mundo que sim, na maioria das vezes eu consigo sim!!

É claro que não é nada fácil... é claro que faço muito esforço pra conseguir ficar bem, pelo menos tentar ficar sempre bem, e é claro também que a vida me impõe diversas situações complicadas, como todo mundo, mas pra isso eu tenho duas opções: ou eu sento e choro, reclamo da vida e fico me conformando com as coisas que não me agradam, ou eu sento, choro (às vezes), mas rapidinho levanto a cabeça e tento resolver o problema de frente!

Não acho que seria legal da minha parte sentar aqui todos os dias e falar com vocês sobre coisas que leio... coisas que escuto falar que acontecem...

Eu leio bastante sim, leio mesmo, sobre relacionamento principalmente leio todos os dias, mas as opiniões que eu dou aqui são realmente as minhas, são os meus pontos de vista!

E é neles que eu acredito!

Que contraditório seria eu chegar aqui, falar que todo mundo tem que se valorizar, tem que ter auto-estima elevada e correr atrás do que quer se eu fosse uma pessoa triste, até depressiva e que não luta pelos seus objetivos...

E ao contrário do que muita gente pensa, eu poderia tranquilamente escrever e dar certos conselhos aqui, mesmo que eu não fizesse do jeito que digo, mesmo que eu falasse tudo da boca pra fora e agisse de maneira completamente contrária quando me aparecessem problemas reais...

Mas e aí?

Eu sou uma pessoa que tenho a necessidade de dormir com a cabeça e consciência bem tranqüila, com a sensação de ter feito as coisas boas e certas...

E por isso chegar aqui ou responder os emails com palavras bonitas e frases feitas não me daria a sensação de serviço cumprido... de ter ajudado alguém!

Não há nada pior que ver uma pessoa te encher de conselhos e se dizer o dono da verdade e de repente descobrir que a pessoa não acredita no que diz ou não age de maneira coerente.

De que adianta isso?

Antes de eu poder escrever e dar conselhos para alguém eu preciso estar bem comigo mesma e acima de tudo acreditar no que eu digo!

Afinal de contas vocês me conhecem pelo que eu escrevo, certo? E acreditem é tudo de coração mesmo!

Agora vocês podem estar se perguntando porque é que eu falei tudo isso...

Falei pra que todo mundo perceba que isso acontece demais no dia a dia... quando uma amiga está com problemas, quando alguém nos pede um conselho, a primeira coisa que fazemos é dar os melhores conselhos, acalmá-las e fazer com que ela se sinta forte para enfrentar as coisas de
frente, certo?

Pelo menos a maior parte das pessoas faz isso...

Mas e na hora que os problemas são conosco?? Tudo aquilo que sempre falamos, sempre achamos... cadê?

Simplesmente esquecemos! Porque resolvermos os nossos problemas é muito mais difícil, mesmo!

E é aí que a gente sofre, fica triste... porque a gente faz tudo ao contrário!

Todo mundo sabe que ajudar os outros é mais fácil, mas por que? Simplesmente porque a gente está olhando a situação, o problema com a razão e não com a emoção.

Portanto a saída para resolvermos nossos próprios problemas não é mágica, não temos que ser a mulher maravilha para conseguirmos enfrentar as situações de frente, a gente só tem que parar e pensar, colocar a razão acima da emoção e ver o que realmente é melhor para nossa vida!

É fácil? Claro que nãooooo!

Se fosse fácil ninguém mais teria problemas... seria o paraíso!

Mas todo mundo tem que tentar pra ver como as coisas podem melhorar na vida, em todos os sentidos!

Isso não é um texto de auto-ajuda gente, é só uma ajudinha para perceber algumas coisas simples da vida, que fazemos questão de complicar e muitas vezes temos MEDO de enfrentar as situações... principalmente as emocionais.

Grande beijo!
Até amanhã!

5 comentários:

joyce disse...

Nossa Rê falou tudo.

Bjs

Zingara disse...

VERDADE, é fácil dar uma solução para o problema alheio, pois estamos CALCULANDO um problema que terá um RESULTADO. Ao passo que quando o problema é NOSSO, estamos inebriados de emoção... E, assim, é quase impossível fazer uma SOMA SIMPLES. Muito ESCLARECEDOR!

Beijos,
Zin

Carolina Diniz disse...

Coloquei hoje mesmo um aviso que vise bem o q vc falou.

Bacana o post
Bjs

deise leal disse...

Renata, ler seus comentarios e conselhos é bom demais! se vc faz o que diz melhor ainda, pois nao é nada facil, eu sei bem disso. Procuro agir da mesma forma e por isso sei que é barra, mas vamos la, cabeça erguida sempre. Adorooooooooo.

Cristina e Márcia disse...

Rennata,na maioria das vezes, o medo nos atrapalha,não é mesmo? Vc nos mostra no seu texto que a vida não tem uma bula,onde possamos ler o que devemos fazer ou não! Seguir em frente,é sempre o melhor remédio,quer estejamos tristes ou alegres...No final de tudo,os problemas serão solucionados,quer queiramos ou não.
Bjos,
Cristina