1.9.09

A ORDEM DO DIA É VIVER!!!

Bom diaaaa!
Tudo bem com vocês?

Quero agradecer a todos que participaram do programa ontem, muito obrigada mesmo!
Adorei!!!

Bom, hoje vou contar uma história que aconteceu comigo certa vez, e creio que pode ajudar muita gente a pensar em certas atitudes...

Para ser sincera eu detesto esse tipo de coisa, e não suporto quando descubro que alguém me enganou... quem não se stressa?

Pois é, só que, como ninguém é perfeito, eu também erro, claro, erro muito... assim como todas as pessoas, e sei que o importante é aprender com o erro e nunca mais repeti-lo.

Justamente por isso, vou contar essa história da minha vida para que sirva de exemplo pra vocês...

Eu e meu namorado tínhamos brigado feio, mas nem preciso dizer que eu gostava muito dele.

Mas, em certas situações, não temos muito o que fazer, não é? Longe de mim obrigar alguém a ficar comigo!

E eu confesso, nunca fui do tipo de ficar chorando o leite derramado um tempão!

Outro dia ouvi uma amiga dizer que o tempo de “luto” dela é uma semana, e achei o máximo, pois pra mim é exatamente isso!

Fico triste durante uma semana no máaaximo, depois... “...Bola pra frente, cabeça erguida... tudo bem isso é normal, um desamor não pode ser fataaaal...”

Canto a música mesmo e vou viver que é o melhor!

E assim foi... resolvi olhar pra frente, mas, não me sentia preparada pra ir pra balada, não estava afim mesmo.

Até que... numa bela noite, estava eu em casa com uma amiga, totalmente desanimada.

Pra falar a verdade eu só pensava nele... ai que raivaaaaa! Mas, enfim...

Era a primeira semana depois do término, eu ainda estava meio perdida diria, e não queria sair de jeito nenhum ainda, queria ficar em casa, apesar das insistências
fortissimas da minha amiga.

Nós já tínhamos pedido uma pizza e alugado um filminho... não era a companhia perfeita, rs, mas estava bom, claro, nessas horas as amigas fazem toda a diferença!

Ela, pra me ajudar, se ofereceu pra dormir em casa, e eu adorei.

Minha campanhia toca, era ele! Sexta-feira a noite... não acreditei!

Apareceu em casa de surpresa pra me convidar pra sair... todo lindo, carinhoso, atencioso...

E eu?

Fiz minha amiga cancelar todos os convites que recebeu só pra ficar comigo, e o que eu poderia fazer?

Falar com ela e dizer: “olha querida, obrigada pela ajuda, mas agora pode ir, porque meu príncipe chegou e não preciso mais de você...???”

Nunca!!!

E foi por esse motivo que recusei o convite do fofo... E ainda disse que ficaria em casa, assistindo o filme e comendo pizza... simplesmente falei a verdade!

Só que, quando voltei, eu e ela começamos a conversar, me animei, ela insistiu mil vezes pra sairmos, até que eu, resolvi aceitar, e fomos!

O problema é que, tem horas e horas pra fazermos as coisas... e sinceramente acho que, não adianta querermos pular as fases da vida.

Sim, temos que respeitar nosso momento, logo passa... sair por aí ficando com todo mundo não vai adiantar nadaaaa!!!

Contrariando minha vontade e intuição, fui pra balada, e tenho que dizer que aquilo pra mim estava péssimo!!! Depois de uma hora e meia que estávamos ali eu falei que queria ir embora, mas, como minha amiga estava querendo conhecer um fofo lá, resolvi esperar.

Até que, quando olho para trás, quem vejo???

Siiiiiim, ele, meu ex-namorado, que simplesmente descobriu – não me perguntem como – que eu estava la, e que eu havia “mentido” para ele, dizendo que ficaria em casa naquela noite...

Ele foi até lá, para me dizer que sabia que eu havia mentido!

E por mais que eu soubesse que ele não poderia me cobrar de nada, afinal, não estávamos juntos, eu fiquei muito mais chateada do que já estava, claro! Quem não ficaria?

Impressionante como as coisas tomam outras proporções quando a gente gosta, não?

Eu fiquei triste com tudo, mais do que já estava!

Poderia chegar aqui e dizer pra vocês que... “imagina, nada de ficar triste, vocês não estavam juntos, você não tem que se chatear por ele ter descoberto isso, você não errou, e bla bla bla...”

Sim, essa é a realidade, e o conselho que qualquer pessoa no mundo falaria, certo?

Certo, mas... e o que você está sentindo na hora? O amor é uma coisa complicadinha as vezes, tem coisas que não conseguimos controlar, não é?

Racionalmente sabemos tudo o que é certo, mas emocionalmente tudo nos foge...

Por que contei essa história?

Para vocês meninas, entenderem que todo mundo, todo mundo passa por isso, por mais racional que a pessoa pareça, ela também chora, se entristece, sente ciúmes, erra...

A auto-estima elevada é regra básica sim!

Mas, viva todos os momentos, passe por todos os sentimentos sem medo(sem exageros também, rs)!!!

VIVA! VOCÊ É UM SER HUMANO! NÃO SE CULPE TANTO!

Grande beijo!
Até amanhã!

Um comentário:

Silvia Gonçalves disse...

rs...

Deve ter sido até engraçado....

Bjos