19.8.08

Bom diaaaaaaaa!
Tudo bem?


Hoje não vou falar nada antes de terminar a história. Lá vai então...

...Quando chegou em casa me deu um abraço apertado e um beijo que não vou esquecer nem quando estiver velhinha de bengala.

Fiquei sem reação, achei sacanagem porque eu viajaria no dia seguinte com o cara que me ajudou muito naqueles meses e por isso estava disposta a falar para o Ma ir embora mesmo!!!

O problema é que não tive tempo nem de falar um "A", ele já foi se declarando, falando que me amava e que não conseguia mais ficar longe de mim e ainda que queria que eu passasse o revéillon com ele no Sul.

O QUÊ?!?!
Com certeza eu estava sonhando!!!

O homem que eu tanto amava depois de tudo me aparece em pleno natal dizendo que me ama e que quer passar o revéillon comigo??

Sinceramente fiquei sem saber o que pensar, achei que ele não estava sendo sincero embora ele sempre tivesse agido de maneira honesta comigo desconfiei, o único problema é que não segui minha intuição.

O gatinho gostava muito de mim e me tratava como uma rainha. Era maravilhoso comigo, mas como sempre digo, nós mulheres temos o grande problema de normalmente não darmos valor para quem gosta mesmo de nós.

Apesar de saber que o Ma não me trataria da mesma maneira, fiz a pior besteira que podia naquele dia...

Aceitei o convite de ir para o Sul e dispensei o gatinho um dia antes da nossa viagem. Ele ficou muito triste, principalmente porque eu quis ser sincera e contei tudo o que tinha acontecido.

Eu sei que vocês já estão me achando uma burra, mas acredite, eu também me achei, ainda mais depois do revéillon...

Por uns quatro dias o lindinho me mandou mensagem no celular pedindo que eu voltasse, mas eu não respondia porque não queria magoá-lo mais.

A viagem foi legal, nos divertimos muito, mas confesso que estava sentindo uma falta absurda do gatinho e ali sozinha com o homem que eu achava que amava ainda percebi o quanto gostava de outro!

Só que percebi meio tarde... ele estava muito chateado e quando voltamos não quis mais me ver!! Nem com reza brava!!!

Para melhorar o Ma veio me dizer que amou a viagem e minha companhia, porém o melhor que podíamos fazer era continuarmos amigos mesmo!

Tá de brincadeira, né?!?

Na hora fiquei muito brava, por isso ficamos um tempão sem nos falar..

Hoje somos grandes amigos porque, para ser sincera não culpei ninguém além de mim, afinal a burra fui eu que aceitou o convite da viagem!

O gatinho?... Não o vi mais, mas soube que está casado e com uma família linda e espero que esteja muito feliz!

A partir disso tudo comecei a usar mais a razão do que a emoção em minhas decisões, nunca fui de pensar muito antes de agir e fazia as coisas por impulso mesmo, porém, arcar com as consequências depois nem sempre era agradável.

Acho talvez que conforme a gente vai ficando mais velha vai percebendo certas coisas na vida...


Hoje por exemplo, se me acontecesse isso pensaria dez vezes no que fazer e muito provavelmente viajaria com o gatinho!

Tudo bem, fiquei sem nenhum, mas pelo menos sei que tem muitos mais que posso conhecer ainda...por isso... AUTO-ESTIMA elavada sempreeeeee!!!!!

E não me preocupo também porque a fila anda, não??

Não esqueçam que dia 24/8 (domingo) terá o lançamento do meu livro no stand da LivroPronto lá na Bienal a partir das 14hs!!!

Quem puder ir vai ser muito bem recebido e vai me deixar muito feliz!!!

Mandem suas histórias!!! Vou adorar contá-las aqui... Lembrem-se que as melhores vão para o meu próximo livro!!

Se quiserem mandem no email: consultoriasensual@hotmail.com

Beijoooooo!!!
Até amanhã!!!

5 comentários:

Regiane disse...

Bom dia Renata, fiquei pasada com o final da historia.. mas é sempre assim mesmo, as vz nao pensamos antes de agir e qdo vai ver ja foi tarde pra voltar atras.. mas a vida continua, o mundo gira, e claro a fila andaaaa!!!
Re, desculpe a intimidade! mas onde posso comprar o seu livro?!?!?! Me diz o nome!
Bjinhus.. Re Resende.

ana lucia disse...

eu amo suas historias ,pena que moro em fortaleza ,se pudesse com certeza eu ia a bienal, principalmente para te conhecer pessoalmente, parabéns pelo seu blog.

Franciany Luise disse...

Boa tarde Renata... nossa que história heim... eu gostaria muito de mandar algumas histórias vividas por mim, mas não sei como fazer isso... poderia me dizer como te mandar? Ah... infelizmente não poderei estar na estréia do seu livro na bienal, mas com certeza irei comprá-lo...
Boa sorte com sua obra... bjkas... Fran

Anônimo disse...

Oi Renata!!!
Nossa... você é demais!!
Tô apaixonado por suas histórias, principalmente pela maneira que vc conta. Domingo vou na bienal pra te conhecer.

Beijão enorme, Danilo Furtado.

Camila disse...

Oieee !!! Rê ...
Saudades destas historias ...
Tá muito legal legal seu blogg ...
Se der vou na Bienal te ver tá ...
Muitoooo sucesoo !!!!
Te adoroooo ....

Beijosssss