21.8.08

Um bom diaaaaa para todas nós!!!!

Antes de mais nada quero agradecer os emails que tenho recebido, podem continuar enviando, garanto que vou respondê-los com o maior carinho!!!

Vou continuar a história do Anderson...

Depois de ter falado que queria vê-lo novamente combinamos que ele me ligaria durante a semana.
E assim o foi, ele me ligou várias vezes até que combinamos de jantar num restaurante perto do meu trabalho...


Estava super ansiosa, o cara era muito lindo mesmo e todas as vezes que nos falávamos era mega simpático e receptivo comigo, além de tudo sempre se mostrava muito interessado em me ver novamente, o encontro tinha tudo para ser fabuloso!

Mas não foi tanto assim... Sabe, eu sou muito cismada com certos costumes, e até para ser educado penso que tem limites.

Nos encontramos, ele me deu um abraço bem gostoso e sentamos.

Deste momento até a hora de irmos embora ele não encostou em mim, e o pior, segurava os talheres e comia de maneira muito mais delicada que uma mulher que tivesse acabado de sair de um curso de etiquetas! Já fiquei com a pulga atrás da orelha!

Além do mais, não perguntou em nenhum momento sobre minha vida e falou o tempo toooodo dele, de como era lindo, como fazia exercícios, como escolhia suas roupas, os cremes que usava, como os braços dele eram fortes e definidos etc, etc, etc...

Hãaaaaaa?!?!?!?

Fiquei até zonza de tanta informação vindo de uma só pessoa em tão pouco tempo!!! Achei que estava tendo um encontro com uma mulher!!!

Queria sair correndo daliiiiiiiii!!!

Estava quase indo ao banheiro e pedindo para alguma amiga me salvar, porém resolvi ser forte e levar a situação até o final!

A culpa foi minha!!! Eu quis ser a melhor no contato visual lá na balada, quis ficar me gabando para as meninas, agora aguentaaaaaa!!!!

Tenho comigo que precisamos sempre terminar o que começamos, portanto não fujo das situações por pior que pareçam...

Não aguentava mais escutar aquele bonitão se vangloriando, estava quase cantando aquela música do Chiclete com Banana para ele:

"... Não vou choraaaaaaaaaarrr, nem vou me arrependeeeeerrr... foi eterno enquanto duroooou..."

Bom, antes de cantar a música falei que queria ir embora (não seria muito legal eu cantar!), ele topou, falou também que precisava dormir cedo porque senão ficaria com olheiras no dia
seguinte! Aaaaaaarghhhhhh...

Sinceramente estava achando que aquilo era pegadinha... confesso que fiquei procurando as câmeras pelo restaurante!!!

Um homem daquele tamanho, bonito, forte, me falando essas coisas que hoje em dia nem nós mulheres falamos!?! É de desacreditar!!

Bom, o mr. universo foi me levar até meu carro, eu já desencanada de qualquer coisa fui me despedir com um beijinho no rosto quando tive uma surpresa, esse homem me agarrou de uma tal forma que fiquei sem reação, me encostou no carro e me beijou sem parar, fiquei até sem fôlego!

Só que aí minha cabeça ficou totalmente confusa, pois o cara era meio estranho mas tinha uma pegada, um beijo que meu Deeeeus!!!

Resolvi ir embora dali o quanto antes, falei tchau ainda sem ar, peguei meu carro e fui, estava sem saber o que pensar!!

Nunca cheguei tão rápido em casa!... Pessoa estranha aquela, manias de metrosexual, mas uns beijos de homem mesmo!

Quer dizer, também nunca fui beijada por um gay... sei lá! E eu não estava acostumada com homens assim, meus namorados sempre foram daquele tipo que nunca passariam um creme, sabe?

Resolvi ignorar os fatos das manias estranhas e comecei a dar atenção para aquela figura que me ligava todos os dias e horários, se declarando absurdamente e se dizendo o homem mais apaixonado da face da terra!

?!?! Estranho não é?!?

O cara me vê numa balada e nem fala comigo, me manda um bilhetinho pelo garçom, depois ficamos uma semana conversando pelo telefone e quando finalmente nos encontramos ele fica o tempo todo sem encostar um dedo sequer em mim, acabando o jantar me agarra como se estivesse desesperado e tivesse apenas 2 minutos para saciar sua sede, tipo aqueles caras que vêm do deserto e avistam um rio bem na sua frente...

Tenho medo de gente assim!!! Por que as coisas não podem ser normais???

Mesmo assim coloquei na cabeça que estava sendo muito exigente com o coitado, por isso continuei conversando normalmente com ele, até que me convidou para sair de novo, agora numa sexta-feira. Íamos ao cinema e depois jantar.

Gente, essa é grande, não??

Vou ter que terminar amanhã porque já está enorme o texto... eu me empolgoooo!!!

Mil desculpas!!!
Hoje é quintaaaaa... início de final de semana!! Vamos aproveitar a vida!

Grande beijo!

3 comentários:

Regiane disse...

Karacas que historia hein.. to loka pra saber o final. Sera q ele é gay mesmo ou nao?!??! Vai entender esses homens ne Re..
Mas amanha estarei aki pra ler o final..
bjos e boa quinta!!!

Deise disse...

Oiiiiiii Reee...olha descobri seu blog hj por acaso...melhor tarde do q nunca ne...entaum...eu adorei, comei a ler todas as suas postagens, desde a primeira, nossa tem umas q parece minha...kkkk...eu gostaria muito de comprar seu livro, mas eu moro em londres, vou dar um jeito de comprar...vou te mandar umas historias minhas....kkkk..pode acreditar os ingleses sao muito estranhos..tenho cada uma...kkkk...bom parabens pela ideia, eu vou falar para todas as minhas amiga...e conta logo o final dessa ultima...muito boa...

Bjokas....boa quinta...

Anônimo disse...

Renata, continuo te acompanhando, você sabe muito bem colocar os problemas que passamos!

Domingo estarei na Bienal para te prestigiar, não vejo a hora de ler seu livro.

Você esstá de parabéns.
beijão. Danilo